terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

A METAMORFOSE CRISTÃ

Uma das mais conhecidas e espetaculares metamorfoses da natureza ocorre com as borboletas. Todas elas começam a vida à partir de um ovo, depositado isoladamente na superfície de uma folha ou de um pedúnculo. Em seguida, elas se transformam em lagartas ou taturanas. Depois de algum tempo, elas se posicionam de cabeça para baixo, e tecem um casulo ao redor de si mesmas, chamado de crisálida. O próximo estágio e último de transformação é quando a borboleta liberta-se gradativamente da crisálida.
Este é um fenômeno muito parecido com a pessoa que tem um encontro com o Senhor Jesus Cristo. Através do novo nascimento, ela torna-se uma nova criatura. Para entender melhor essa metamorfose divina, é necessário entender a composição do ser humano. Em I Tessalonicenses 5.23 diz que o homem é: espírito, alma e corpo. O espírito é a parte espiritual, que consiste de intuição, consciência e comunhão. Com o espírito nos relacionamos com Deus. A alma constitui a função psicológica. Com a alma nos relacionamos com as outras pessoas. A alma é a personalidade, inclui mente (capacidade de pensar) emoções (capacidade de sentir) e vontade (capacidade de tomar decisões). E o corpo cumpre o papel fisiológico, que me faz ter contato com o meu mundo físico, que nos permite viver sobre o planeta terra. Podemos pensar nele como "roupa terrestre". Com o corpo nos relacionamos com o ambiente.
Para entender a necessidade da metamorfose cristã, ou de uma vida transformada, precisamos voltar ao Jardim do Éden e ver os resultados do pecado no mundo.
Deus deu uma escolha a Adão e Eva: obedecer ou desobedecer (Gn 2.17). Qual era a consequência da desobediência a Deus? Morte (Romanos 6.23). É importante entender o que morreu. Sabemos que não foi o corpo ou a alma (personalidade) de Adão. Quando o pecado entrou no mundo, foi o espírito de Adão que morreu para Deus. Adão separou-se de Deus (Romanos 5.12). Quantos foram afetados pelo pecado de Adão? Todo descendente de Adão nasceu com um espírito morto para com Deus. A Bíblia chama isso de "estar mortos em delitos e pecados" (Efésios 2.1). Quando o espírito de Adão morreu para com Deus, a natureza de Satanás entrou. Adão, por natureza, ao ser criado, era sem pecado e santo, mas a sua natureza sofreu uma mudança quando ele pecou. A sua natureza se tornou corrompida (Efésios 4.22). Seu entendimento foi entenebrecido e ele se tornou um inimigo de Deus (Romanos 8.7). As Escrituras ensinam claramente que Adão transmitiu a sua natureza pecaminosa para toda a sua posteridade. Este fato explica porque o pecado é universal. Os homens, desde a época de Adão nascem pecadores. Eles não se tornam pecadores porque pecam, como fez Adão, mas pecam porque tem uma natureza pecaminosa. Esta natureza pecaminosa é variavelmente referida como natureza adâmica, pecado original, pecado inato, ou o velho homem. Foi esse poder denominado "pecado" que entrou e fez residência em nosso corpo (Romanos 7.23). Assim, o corpo ficou dominado pela lei do pecado, a alma pervertida por estar cortada da fonte da vida, e o espírito morto para Deus, onde o velho homem passou a governar. A pergunta pode surgir: Como a natureza pecaminosa é transmitida de uma geração para outra? Davi declara: "EIS QUE EM INIQÜIDADE FUI FORMADO, E EM PECADO ME CONCEBEU MINHA MÃE" (Salmos 51:5). Cristo disse: "O QUE É NASCIDO DA CARNE É CARNE, E O QUE É NASCIDO DO ESPÍRITO É ESPÍRITO" (João 3.6). A natureza humana é recebida na concepção. As Escrituras não revelam o mecanismo pelo qual a natureza moral é passada do pai para o filho. Então, como se dá a metamorfose cristã? Quando temos um encontro com o Senhor Jesus Cristo, o espírito que em nós estava morto para com Deus, é vivificado (Efésios 2.1), quer dizer, o velho homem ou a natureza adâmica é crucificada com Cristo (Romanos 6.6). O próprio Senhor Jesus chama essa metamorfose de "nascer de novo" (João 3.3). Então, conforme Romanos 6.6, esse poder denominado "pecado" (corpo do pecado) foi vencido, se tornou sem poder ou perdeu a autoridade sobre o velho homem, foi crucificado em Cristo. Romanos 6.7 diz que fomos libertos do pecado. A metamorfose se completa quando surge uma nova criação (Gálatas 2.20). ´
Em síntese, nascemos fisicamente com um espírito morto para com Deus e assim incapaz de conhecer e andar com Deus. Fomos dominados por um poder chamado pecado que tinha autoridade sobre nós, o velho homem (a natureza adâmica, de pecado). Quando recebemos a Jesus Cristo, como Senhor e Salvador de nossas vidas, "nascemos de novo" no espírito. Nosso espírito está vivo para com Deus (novo homem) tornando-nos participantes da natureza divina (II Pedro 1.4). O Espírito de Cristo vem habitar em nosso espírito, e o velho homem (natureza adâmica, de pecado) é crucificado com Cristo. O poder do pecado não domina mais nossa vida. Estamos livres para dizer "não" ao pecado. Contudo, a salvação não é o fim. É apenas o começo. Uma vez que a pessoa se arrependa do pecado, vem a Cristo em fé e nasce de novo.
Todas as pessoas em algum momento de sua vida terão a oportunidade de experimentar uma metamorfose.
Outros irão preferir ficar na condição de velho homem (lagartas ou taturanas). Outras irão optar por uma mudança radical em Cristo Jesus (como as borboletas). Qual a condição que você escolheu? Velho homem (lagarta) ou Novo homem (borboleta). Creio que, diante de tudo isso, este é o momento para se tomar uma decisão de trocar de vida.
video

4 comentários:

Paulo Campos Jr disse...

Ainda existe quem não entenda que nós somos uma trindade: corpo, alma e espírito.


Gostei muito da matéria, parabéns pelo blog. Continue neste ritmo, use seu blog para edificar as pessoas, como me edificou.

Um grande abraço, fique na paz de Deus.

Matias Borba disse...

Paz do Senhor!

Seu blog foi indicado ao premio olha que blog maneiro, confira em meu blog o que precisa fazer para a premiacao!

Deus abencoe!

Sandra Regina disse...

É com grande prazer reconheço
que seu blog é mesmo um cantinho onde a verdade
reina e o que prega e a palavra reta e justa do
Senhor JESUS, eu estou te indicando ao
selo olha que blog maneiro e dardos...Que Deus te abençoe hoje
e sempre e continue te usando para pregar
a sua palavra e o seu amor.
beijos..espero que goste.
Vai lá no meu blog e veja as regras...
Obrigada
Sandra Regina

Vicente de Paulo disse...

achei essa postagem muito instrutiva. Perfeita a analogia utilizada, como também uma linguagem simples e objetiva. Espero que muitas pessoas possam vir a acessar esse conteúdo, e com certeza estarão se apropriando de um aprendizado com fundamentação escriturística.

LinkWithin

"Poderá gostar de:" Related Posts with Thumbnails