sábado, 4 de abril de 2009

QUAL É O SEU DESERTO?

Todo servo de Deus tem um deserto para enfrentar. Contudo, existem duas formas de ir para o deserto, formas que nos mostram como estamos vivendo nosso relacionamento com o Senhor.
A primeira forma, é quando vamos ao deserto por causa do pecado que comete-mos, devido aos nossos erros, pelas más escolhas, por sair do caminho do Senhor...
Esse deserto é difícil. Pois é um deserto para que haja conserto, cura, para que o pecado seja arrancado; é o deserto que tira o orgulho, que tira a soberba, a vaidade...
É um deserto de angústia, de sofrimento...
E como sair desse deserto??
Quando entendemos o propósito e colaboramos com o Senhor, saímos do deserto mais maduros, curados, transformados, onde erros cometidos anteriormente, não se repetirão...
A segunda forma de ir para o deserto, é quando o Espírito nos envia com um propósito: Mostrar ao diabo que somos vitoriosos em Cristo Jesus.
Ir para o deserto com a unção de Deus sobre nossas vidas, ir para o deserto cheios do Espírito Santo de Deus, e com o entendimento que enfrentar o deserto é mostrar ao inimigo de nossas almas que ele não terá êxito, pois a obra da cruz vai prevalecer em nossas vidas, em todas as áreas.
Deserto é lugar assolado, e o diabo vive em lugares assim; nesse caso, o lugar assolado são as nossas debilidades, onde ele quer se apresentar, agir para nos fazer perder as bençãos do Senhor, nos fazer vacilar os pés, tentando abalar a nossa fé.
Mas para ir ao deserto, movido pelo Espírito Santo, é necessário esvaziar-se primeiro de si mesmo, para que o Espírito de Deus possa nos encher.
Devemos estar na dependência do Senhor, assim como Jesus esteve durante todo o seu tempo entre as pessoas aqui na Terra. "Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizara sua obra" (João 4:34).
"Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma: como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou."(João 5:30)
Vemos, em várias passagens bíblicas, que Jesus vivia na dependência do Pai, sendo Ele o Filho de Deus, em quem o Senhor se alegrava, quanto mais eu e você, que não sabemos nos mover sozinhos.
O nosso eu (EGO), vive brigando com o querer de Deus, desejoso de ter maior influência sobre nossas vidas.
Mas como filhos e filhas legítimos, devemos ouvir a voz do Senhor, viver na dependência do Pai, obedecer. (João 5:19 e 20; João 8:26).
Quando Jesus foi tentado pelo diabo, ali, naquele momento, a intenção não era que Jesus provasse ou não, ser Filho de Deus, não era para que Ele provasse que sabia transformar pedras em pão, mas sim, que Ele desobedecesse a Pai.
Que Jesus, através da desobediência, quebrasse a aliança, que Ele ouvisse a voz de satanás ao invés da voz do Senhor Deus.
Devemos ter cuidado com a voz que estamos ouvindo...
Muitos dão ouvidos à serpente enganosa, e comem do pão do diabo, mas não é isso o que devemos fazer; precisamos sim, ouvir a voz que vem da boca de Deus, devemos, assim como Jesus, resistir ao diabo, e ele fugirá de nós. (Lucas 4:4).
E se soubermos resistir, receberemos o melhor do Senhor: "Então o diabo o deixou:e, eis que chegaram os anjos, eo serviram." (Mateus 4:11).
O deserto não é sempre, não é todo o tempo, chega o dia em que o diabo não resiste e foge, vai embora.
Essa é a palavra do Senhor para nós, seus filhos e filhas: Prevaleça no seu deserto, se encha do Espírito Santo de Deus, resista ao diabo e seja vitorioso (a) em Cristo Jesus, pois é o Senhor que nos fortalece.

Nenhum comentário:

LinkWithin

"Poderá gostar de:" Related Posts with Thumbnails