quarta-feira, 29 de julho de 2009

PORQUE MUITOS PERDEM JESUS DE VISTA?

Eu quero meditar nesta noite um texto da Palavra de Deus, não somente para inspirá-lo, mas para poder trazer da graça de Deus, da misericórdia de Deus e do carinho de Deus para a sua vida.
Lucas 2.41-46: "Terminados os dias da festa, ao regressarem, permaneceu o menino Jesus em Jerusalém, sem que seus pais o soubessem. Pensando, porém, estar ele entre os companheiros de viagem, foram caminho de um dia e, então, passaram a procurá-lo entre os parentes e os conhecidos; e, não o tendo encontrado, voltaram a Jerusalém, à sua procura. Três dias depois o acharam no templo."
O texto nos relata um incidente inusitado: um casal em uma viagem de regresso para casa, no meio do caminho, descobre que não sabe onde está seu filho de doze anos.
Difícil de acreditar, pois normalmente, quando muito pequeno, os filhos estão sob os olhares dos pais. A realidade era cruel, o filho fora deixado para trás. Eles o perderam. Como é possível?
Ocorre que o filho era Jesus... Assim, o texto nos evidencia que Jesus pode ser deixado para trás, pode ser perdido no caminho...
Podemos tirar desse texto três lições importantes para as nossas vidas e porque muitos perdem Jesus de vista:
1ª. Lição - Perdemos Jesus quando esquecemos que ele é o centro de tudo
Está escrito que a mulher que fora escolhida por Deus para ser a mãe do Messias, O perdera de vista.
Aquela que o carregara no ventre, que experimentara as dores do parto, que tivera o privilégio de cuidar da criança (não uma criança qualquer), que lhe ensinara as primeiras palavras, que o vira crescer, enfrentara também uma situação delicadíssima: o desaparecimento, ainda que por breve tempo, do filho.
Perder Jesus... Que situação!
José e Maria eram pais amorosos e preocupados com a segurança e a vida de seu filho. Mas estavam em Jerusalém na Festa da Páscoa. Havia muita gente, a cidade fervilhava. José e Maria envolveram-se com a liturgia, com a programação da festividade.
Tudo era muito bonito e digno de registrar. Era preciso aproveitar cada minuto, e sem se dar conta, eles descuidaram de manter os olhos em Jesus (v. 43).
Pode parecer estranho, mas os pais de Jesus o perderam. Eu quero falar para você sobre o Cristo perdido. Por incrível que pareça, a pessoa menos provável para perder Jesus seria Maria, sua mãe. Normalmente nós proclamamos o Cristo que acha o perdido, mas vemos o momento em que Jesus fora perdido.
E hoje, infelizmente, alguns têm perdido Jesus não no sentido físico, natural, mas no sentido espiritual, da comunhão com Ele.
Perderam a alegria dele, a paz dele, a consciência da presença dele.
Quantas vezes na Casa do Senhor, estamos mais atentos aos louvores; estamos de olhos e ouvidos bem abertos para ver e ouvir a música, os testemunhos, o sermão, até a decoração do templo, e outros detalhes.
Olhamos os irmãos, sabemos se alguém repetiu a roupa da semana passada, se alguém faltou, enfim, vemos e ouvimos tudo.
Estamos atentos para tudo à nossa volta, mas nos esquecemos de olhar para Aquele que é e deve ser – sempre - o centro da festa, o centro das atenções, Jesus...
Por isso, tudo depende da prioridade que Ele tem em nossa vida!
O que diz Mateus 6.33? “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua Justiça, e as demais coisas vos serão acrescentadas...”
2ª. Lição - Perdemos Jesus quando o procuramos apenas entre parentes e conhecidos
José e Maria estavam tão atentos à festa e à religiosidade que os cercavam, que ao voltar para casa, seguindo a caravana, pensaram que Jesus estava com parentes e conhecidos (v. 44), também, retornando com eles. Assim como José e Maria esqueceram Jesus nós muitas vezes também o esquecemos.
José e Maria sentiram a falta de Jesus depois de um dia e foram procurá-lo entre os que viajavam com eles, não O encontraram então voltaram e O procuraram na cidade durante três dias...
Quantos não perdem Jesus no caminho porque confiam que Ele está próximo daqueles que são próximos deles!
Quantos não ousam afirmar: “Minha mãe é crente, ela ora por mim!” Outros pensam assim: ‘freqüento uma igreja abençoada, isto é o bastante!”
Há pessoas que pensam ser suficiente estar em um ambiente cristão, estar na Obra e que não precisam ter compromisso com o Senhor da Obra, não acham necessário ou não se dão conta que é preciso ter uma relação pessoal com Jesus.
O resultado disso é que, cada vez mais vemos pessoas que freqüentemente se distanciam de Jesus, tiveram sim um encontro com Jesus, mas com o tempo O perderam de vista.
3ª. Lição - Perdemos Jesus quando O procuramos no lugar errado
José e Maria ficaram três dias à procura de Jesus, mas O procuraram em lugares errados. O tempo todo Ele estava onde deveria estar: na casa de Seu Pai (v. 49).
Assim como José e Maria, nós quando sentimos a falta de Jesus começamos a procurá-lo... Procuramos no meio da multidão, nas rádios, na televisão, procuramos através de profetas e de vários mover, queremos que alguém nos diga onde Jesus está.
Quantos procuram Jesus em todos os lugares, mas Ele certamente se encontra onde a Palavra é ensinada e reverenciada, onde pessoas testificam que Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida e que ninguém chega ao Pai a não ser por Seu intermédio (Jo 14.6).
Se não quisermos perder Jesus no meio do caminho, precisamos estar diante dEle, ouvindo Seus ensinamentos, aprendendo dEle e com Ele. É preciso estar em comunhão com Ele, permanentemente. Não nos destrairmos...
Se desviarmos a atenção, se não O buscarmos a cada instante, a cada hora, nós o perderemos. Não por que Ele se afasta de nós, mas porque nos afastamos dEle.
A pessoa menos provável de perder Jesus era Maria, e Maria o perdeu. E ela perdeu sem ter a consciência de que o havia perdido. Pior ainda: conforme podemos ler no texto, ela pensava que Jesus estivesse vindo com os companheiros de viagem.
Nós estamos aqui em uma viagem. A vida é esta viagem e nós estamos, a cada dia, viajando, se pudermos falar assim. Por isso que, quando alguém pergunta como vai, você diz: "Eu vou indo".
Durante um dia inteiro, Maria andou, pensando que Jesus estava indo com os companheiros de viagem.
Quantas vezes as pessoas podem fazer isso. Não caminham com Jesus achando: "Bem, Jesus vai com meu marido, com o pastor da igreja, com aquele irmão". Mas o importante não é o fato de Jesus ir com os companheiros de viagem, mas é Ele ir com você. É você ter a consciência da sua presença. É você ter o coração batendo forte nessa certeza: "Ele está comigo!"
Talvez Maria supusesse que Jesus estava indo com os companheiros de viagem. Um dia inteiro ela andou assim.
Eu não sei, querido, se você está vivendo uma experiência assim, de caminhar sem ter a consciência da presença de Jesus Cristo.
Um dia você o convidou para entrar na sua vida e Ele veio. Ele trouxe paz, trouxe esperança, perdoou os seus pecados, e você começou, então a viver a aventura mais gloriosa que o ser humano pode experimentar: caminhar com Jesus, andar com Ele...
Porém mil situações aconteceram e, de repente, você se vê sozinho, pensando que Jesus está com os companheiros de viagem.
A pessoa menos provável para perder Jesus era Maria, mas ela o perdeu. Perdeu sem saber que o havia perdido.
Então lembre-se: Perdemos Jesus quando esquecemos que ele é o centro de tudo; Perdemos Jesus quando o procuramos apenas entre parentes e conhecidos; Perdemos Jesus quando O procuramos no lugar errado.
Se você perdeu Jesus no meio do caminho, tem a certeza de que Ele não está com você, volte imediatamente e encontre-O.
Se o caminho que você está trilhando não é digno da companhia de Jesus, mude o seu caminho nesta noite, pois quem está perdido é você, não Jesus.
A vitória que Deus quer para você nesta noite é a presença manifesta dEle na sua vida. E tendo a presença dEle na sua vida, você tem tudo!
(mensagem ministrada no dia 26 de julho - culto à noite)

Um comentário:

Paulo Campos Jr disse...

Eu já perdí Jesus de vista e nas 3 hipóteses me enquadrei.

Muito bom este texto, mas acho que deveria ser postado em 3 partes para melhor compreensão e interesse de pessoas que não gostam de textos longos.

No meu blog, quando o texto é longo, coloco parte 1 e parte 2, fica mais fácil de ler, principalmente para os menos interessados nas coisas de Deus.

A linguagem está ótima, muito fácil de compreender, mas estou só dando uuma idéia para enriquecer e chamar mais a atenção daqueles que não conhecem a Jesus.

Um cristão lê este texto facilmente, mas um incrédulo, pricipalmente um devoto de Maria, não continuaria até o final por ser um texto longo e por estra dizenndo que Maria perdeu Jesus.

Seria mais fácil ler se houvesse uma continuação que lhe colocaria a curiosidade de saber mais a respeito.

Bom, tenho que ir. Parabéns pelo texto, aprendí bastante.

Deus abençoe.

LinkWithin

"Poderá gostar de:" Related Posts with Thumbnails